segunda-feira, 22 de setembro de 2014

As Cartas Que Eu Não Mando #10 part II

Um dia qualquer


Para Minha única exceção.

Um longo tempo se passou desde que eu sentei pra lhe escrever a minha última carta. A mais desesperada carta que eu lhe escrevi. Meu grito de socorro. Mais de um ano, para ser exato. Tanto tempo. É que eu cansei.

Eu cansei da pessoa que eu era. Cansei de ser eu mesmo. Por isso resolvi me reinventar, me reescrever.

Passando agora na mente todo esse tempo, eu lembro que você ainda acompanhou meus pensamentos. Não vou mentir e dizer que fui forte sempre, que decidi te superar e foi o bastante pra conseguir. Não é tão fácil, infelizmente. 

Ainda me debati muito com os meus desejos. Tive altos e baixos. Você foi uma constante inconstância na minha vida. Mas eu agora sigo em frente.

Não vou aqui fingir que não penso mais em você. Acho que o primeiro amor não tem como esquecer. Resta sempre uma lembrança, um sentimento bom pra recordar. Quero que saiba que embora nunca tenha me pedido desculpas, eu te perdoo. 

Perdoo todas as suas atitudes idiotas, seu jeito mesquinho, suas palavras maldosas. Perdoo o que você falou de mim, mesmo que e eu não saiba o que foi. Perdoo suas insinuações sínicas e você ser tão covarde. Eu te perdoo, pois eu já consigo perdoar meus próprios erros e defeitos. E de muitas formas, mesmo você tendo mudando tanto e se tornado um babaca, eu ainda tenho coisa boas pra pensar e sentir sobre você. E eu, do fundo do coração, espero que você consiga se ver melhor, se analisar, e voltar a ser mais uma vez a pessoa por quem eu me apaixonei sem nem perceber. 

Te desejo o melhor que o mundo possa te dar. 

Mas eu estou desistindo de você.

Com amor.

Fim.

12 Cochichos atrás da porta:

Anônimo disse...

O que falar do fim dessa série de cartas que a cada paragrafo me dava um desespero por achar que estavam sendo direcionadas para mim, o que falar desse final que me fez lembrar o momento mais marcante da minha humilde vida amorosa, oque falar daquele momento no sofá que eu não sei mais se deveria ter evitado, oque falar da besteira que eu fiz!? Pois é, e oque falar dessa sensação que você me causa com seus textos menino levado, já estava aqui quase me entregando por completo entre os meus segredos, apenas acho que seus textos são maravilhosos e que eu quero ler mais das suas cartas, pois de certo modo me sinto tocado

Xoxo, M.B

Fred disse...

Desistir de alguém pode ser a "melhor resposta" (ou tapa de luvas) que podemos dar em alguns casos! Hugzones!

Fred disse...

Atualizations, pleaseeeee! Daqueles mais chatos, nzé? Hugzão, Samzito!

Madi Muller disse...

O primeiro amor é sempre tão marcante, mas os que vêm depois dele costumam ser mais "reais"...Vc é jovem,tem muito amor ainda te esperando por aí, adorei essas tuas cartas...

P.S.L. disse...

Fim.

Mark disse...

Uma carta triste...

Marcos Campos disse...

Uma nova história a frente ...

FOXX disse...

desistir de algumas pessoas é importante e necessário!

Latinha disse...

Dizem que as vezes precisamos perder para poder ganhar... não será esse o caso!? Talvez pela inexperiência, ou imaturidade, mas é tão dificil abrir os dedos e sentir algo que, a princípio, queremos tanto passar por entre eles...

Uma hora dessas gostaria de falar mais contigo! :-)

Grande abraço!

P.S.L. disse...

Vai postar de novo ou não?

Sam Peregrine disse...

Obrigado a todos pelas palavras.
Não tenho muito mais a falar sobre essa carta. Não me vem palavras.
Pra quem pediu e perguntou, as novas postagens já estão por ai...

Marcelo Dantas disse...

"Não vou aqui fingir que não penso mais em você. Acho que o primeiro amor não tem como esquecer. Resta sempre uma lembrança, um sentimento bom pra recordar. Quero que saiba que embora nunca tenha me pedido desculpas, eu te perdoo." - é bom desistir quando se sabe que dali não se sai nada além de indiferença. Dar espaço para um novo começo, um novo sentimento. Particularmente, é o que eu tenho feito, e acetei nas duas escolhas.
SAM PEREGRINE, parabéns. Abrçs!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...