quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

As Cartas Que Eu Não Mando #6

Uma noite louca


Para Minha única exceção

Estive esperando esse sentimento passar, mas foi em vão. Não vai passar. Não vou acordar um dia e perceber que superei. 

Não vou melhorar, se toda vez que você diz que está com alguém meu coração se aperta e eu percebo o quanto eu te quero comigo. Nada vai ficar melhor. Não enquanto isso persistir. Mas tenho esperança que o eterno não demore tanto quanto parece. 

Será que minhas esperanças são válidas ou só uma ilusão que uma mente sonhadora criou? Será que já me amou? Será que me ama, assim como eu te amo? Será que só espera a minha atitude? Mas eu fico tão fraco quando estou com você. 

Por mais que me doa, não me espanta que te digam “eu te amo”. É tão fácil te amar. Tão fácil que cheguei a desejar que não fosse verdade só pra não ser mais um, em meio a tantos. 

Mas me parte ainda mais o coração quando você diz “eu também”. Era pra mim que você tinha que dizer isso! Mas como vou ouvir se nem sequer tenho a força pra te dizer o que sinto. 

Procuro em todos os lugares pistas que provem que eu estou enganado, mas as evidencias em contrário já se acumulam na minha mente sem que eu tenha coragem de analisa-las cuidadosamente. E assim o meu juízo vai se tornando uma bagunça enquanto eu tento provar o contrário de um fato inquestionável: que eu te amo como jamais amei alguém e provavelmente jamais amarei.

Fim.

3 Cochichos atrás da porta:

Anônimo disse...

Se está carente, não leia as cartas q eu não mando

Beatriz disse...

"é tão fácil de te amar".... Aí,você se apaixona pela pessoa,mas não pode fazer nada..... Não demore a voltar,Caro "amigo de depre", Sam

Sam Peregrine disse...

Anônimo,
obrigado pelo aviso. Achei ele importante rs. Só espero que não tenha de deixado triste, seria uma pena.

Beatriz,
amor é mesmo assim. Só podemos nos ajustar da melhor forma possível, não é mesmo?

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...