segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Não é por moedas!

 Eu chego e sento no lugar reservado pra mim, como todo dia, e vou cuidar da minha singela vida.

Não demora muito e ele chega. Calado e confortável, como se já fizesse parte do lugar. Senta quase sempre na minha frente. Dá sempre pra eu ter uma boa visão dele de costas. Não é sua culpa, nem eu faço isso de propósito, é culpa de com as coisas são dispostas. Mas não vou negar que eu gosto de observar as pessoas. Mais ainda. Eu gosto especialmente de observar ele.

Ele faz o meu tipo. Não sou o cara que tem critérios ou requisitos para muitas coisas, mas tem coisas que nos chamam mais atenção que outras, só isso. E eu percebi isso só recentemente. Eu não estava dando atenção aos meus instintos naturais. Estava mais preocupado com coisas lógicas e racionais. Mas um dia eu acabei caindo em mim. Acontece que eu me sinto atraído por caras grandes.


Como eu disse, isso não é um pré-requisito pra eu gostar de ninguém. De fato eu já gostei muito de um cara menor que eu. Se eu tivesse um tipo de homem (e até de mulher), eu diria que é o inteligente. Mas os homens grandes mechem comigo.

Só que ele além de ser inteligente é muito charmoso, com uma aparência só um pouco acima do peso, usa sempre a barba do dia anterior, não tem jeito arrogante ou presunçoso, tem um olhar perspicaz e usa uns óculos bem charmosos. A voz dele é suave, mais do que se esperaria para um cara com o seu biótipo. Em fim, ele me atrai muito.

E tem o cofrinho. 

Ele costuma usar umas camisetas que sobem na parte de trás quando ele se senta, deixando a mostra a parte de baixo de suas costas e um pouco de sua cueca e muitas vezes dá pra ver o seu cofrinho. 

Às vezes eu me pego olhando distraído pro cofrinho dele. Sei lá, quando esse cara está perto ele atrai minha atenção sem que eu sequer me dê conta.

Eu sei que ele tem uma namorada baixinha. Isso me levou a refletir como tem tantos caras grandões que gostam de mulheres baixinhas. A namora dele mal chega ao peito dele.

Eu não tenho isso que chamam de gaydar (radar pra detectar gays) pra saber qual é a dele de verdade. Mas pra mim não faz diferença. Eu não to querendo pegar ele. Eu só gosto de olhá-lo. E o seu cofrinho. Isso será pecado? Foda-se! Eu já cometi pecados muito piores.

5 Cochichos atrás da porta:

Rafael M. disse...

Além de escrever bem, tu sempre escolhe a imagem perfeita pra ilustrar os textos. Dos blogs que eu leio, este é o que tem as fotos mais legais... em todos os sentidos.

Sam Peregrine disse...

Obrigado Rafael :D
Eu escolho elas com tanto cuidado, é bom saber que alguém aprecia.
E obrigado pelo "escreve bem", também faço isso com muito cuidado.

Mateus disse...

Mais um belo texto Sam, parabéns.
Bom, eu também estive em uma situação parecida com a sua. As vezes nos pegamos olhando "aquele cara" que mexe com nossos sentidos, e ficamos á pensar. Volte a postar mais ein rs

Miguell do Cristo disse...

Verdade, escreve muito bem! Inclusive acho que já comentei isso haha, muito bom!

Ro Fers disse...

Eu me impressionava com tais cenas como estas na faculdade.
Que de fato, apreciar não custa nada... rs

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...