sexta-feira, 3 de maio de 2013

A ditadura da cueca

Ditadura da Cueca

E quando eu estou em casa, com o pensamento livre, eu me pergunto: porque eu estou usando cuecas?

E quando eu entro no meu quarto, cansado e cheio de vontade de cair na cama, eu me livro dessa peça o mais rápido que posso. Me livro de todas!

E quando é dia de folga e eu não quero sair, passo o dia ocioso e sem cuecas.

Quem nos obriga a usar essa estranha peça de vestuário, eu me pergunto. Ninguém, além de nós mesmos.

É claro que essa peça tem seus benefícios. Ela nos ajuda a ser discretos com os nossos documentos em alguns momentos. Evita que fiquemos balançando as coisas por ai, chamando mais atenção do que se deve. Disfarça ereções (pois nem sempre dá pra ficar mostrando sua animação pra todo mundo). Segura a última gota do mijo. Absorve o suor. E por ai vai.

Mas isso não significa que você deva usar cueca em todos os momentos!

Ninguém precisa ficar prendendo o seu próprio pau. Criando ele como se fosse algo perigoso (ok, às vezes é). O pênis merece uma vida livre e não deve viver encarcerado.

Se não tem esse hábito, eu recomento uma coisa: experimente passar um dia sem cuecas. É uma sensação de liberdade incrível.

Se você já passou muito tempo vivendo na ditadura da cueca, pode ser que estranhe no início. Principalmente se for para lugares públicos ou mesmo no trabalho. Mas pode ter certeza, vai ser muito instrutivo.

O prazer de ter suas coisas balançando livremente, sem ter nada sufocando. Um vento entrando pelas pernas do short e acariciando as bolas. Uma ereção sem cuecas para atrapalhá-la. São pequenos prazeres que fazem a diferença.

Não digo que é preciso colocar fogo nas suas peças intimas e viver como se fosse um homem pré-histórico. Uma cueca bem bacana também pode ser muito sexy, servir de assessório no sexo... Além do mais ainda precisamos estar trajados de cueca em muitas situações cotidianas.

Só o que digo, é que o uso de cueca deve ser uma democracia e não uma ditadura.

5 Cochichos atrás da porta:

Raphael Martins disse...

Bem pensado... o problema é segurar a onda qdo avistar algo interessante... :D

Mateus disse...

Nunca parei para analisar sobre essa peça intima. Vou fazer esse teste amanhã.

Rafael M. disse...

Felizes são os escoceses que podem usar o kilt (aquela saia xadrez na altura dos joelhos) à vontade. Ouvi dizer que o modo certo de vesti-lo é sem cueca. Quanto conforto, hein?

Fred disse...

Super apoio e endosso! E digo mais: experimente (quem ainda não o fez) passar um dia "útil" (trabalho, faculdade, academia, supermercado, etc) sem a ben-mal-dita cueca... é inspirador! Hahahahahaha! Hugz, Sam!

Ro Fers disse...

Bacana seu ponto de vista.
Ando sem cueca com muita frequência, a sensação é de liberdade absoluta.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...