sábado, 30 de março de 2013

Documentário A Indústria do Orgasmo

Achei esse vídeo muito esclarecedor. Ele toca em muitos assuntos, dentre eles o lado obscuro da industria farmacêutica, a hipocrisia de muitos membros da comunidade científica, a ignorância da população em geral. Mas o que me fez compartilha-lo com vocês foi o o fato de abortar o orgasmo feminino. 

Esse é um assunto que me fascina. Muito mais complexo que o orgasmo masculino ele ainda hoje é motivo de controversas. Mulheres, vejam o vídeo, vocês merecem. Homens, vejam o vídeo, vocês precisam.


Sinopse do documentário "A Indústria do Orgasmo":

A diretora Liz Canner investiga a trajetória de indústrias farmacêuticas na corrida para produzir um remédio contra a disfunção sexual feminina, o que se espera que seja o primeiro "Viagra" para mulheres. Mas, o que promete uma atividade sexual mais intensa para mulheres garante bilhões de dólares para empresários do ramo.

Tudo começa quando Liz aceita um emprego editando vídeos publicitários para uma empresa farmacêutica, que produz o remédio para mulheres e tenta ganhar aprovação do órgão responsável do governo americano. Com o tempo, a diretora descobre que o empregador quer apenas ganhar dinheiro às custas do público feminino, distorcendo conceitos como saúde, doença e até mesmo orgasmo.

O documentário traz depoimentos de médicos e cientistas resistentes à ideia de que a falta de satisfação sexual deve ser tratada à base de remédios. A condição da maioria das mulheres, na opinião dos especialistas, se deve a questões culturais: problemas de relacionamento, abuso sexual, educação sexual insuficiente e estresse.

Ao longo do filme, são mostrados personagens que juram ter a chave para o bom orgasmo feminino. Um médico na Carolina do Norte, por exemplo, testa o "Orgasmatron" -- um eletrodo injetado na espinha, ativado por um botão. Uma produtora de equipamentos médicos lança uma espécie de cirurgia plástica a laser na vagina, para que as mulheres se sintam rejuvenescidas. Muitos destes tratamentos mostrados podem causar efeitos perigosos, como mutilação, câncer e até mesmo demência.

A diretora, no entanto, também encontra profissionais comprometidos com a conquista saudável do prazer erótico feminino: o dono de um sex shop e um professor do departamento médico da Universidade de Harvard. Para eles, a chave para a realização sexual inclui transformações não apenas na rotina sexual das pessoas, mas no funcionamento da sociedade.

5 Cochichos atrás da porta:

Mateus disse...

Mais uma vez abordando um tema interessante, que muitas vezes são abafados pela nossa escrota sociedade, enfim é uma pena que existem tantos vermes nesse mundo, capazes de iludir muitas mulheres em busca de lucrar sem ao menos se interessar no bem estar delas. Ainda bem que nos dias de hoje muita coisa mudou. O ser homem é uma criatura muito curiosa. Parabéns pelo post Sam.

Sam Peregrine disse...

Obrigado Mateus,
Aprecio que tenha gostado. A sociedade, que é feita/composta por nós mesmos, está lotada de hipocrisia e ganância. É só olharmos ao redor. Muitas coisas ruins já foram feitas em nome do “bem estar das mulheres”.

Mateus disse...

Infelizmente o mundo é assim, vazio e seco, cercado de parasitas, protos para sulgar tudo aquilo de bom e precioso que temos, a nossa liberdade cada vez mais restrita, e a justiça se distanciando como um trem se destino.

Fred disse...

Cada coisa que a gente vê, né? De cair o queixo e mais uma vez se "surpreender" com as incoerências humanas! Hugz, Sam!

Raphael Martins disse...

Perfeito e esclarecedor. Seguindo aqui. Bom fds.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...