sábado, 12 de novembro de 2011

Eu nunca disse Eu Te Amo


Eu te amo.

É só uma frase. Três palavras. Para alguns não significa nada. Não é assim para mim. Sempre tive dificuldade de demonstrar meu afeto. Talvez nunca tenha dito “eu te amo” em toda minha vida. 


Noite passada, antes de adormecer, estive pensando nas minhas possibilidades de um dia chegar a dizer isso. Não aquelas possibilidades baseadas no fato de que eu ainda sou jovem e que tenho muito a viver e muitas pessoas a conhecer. Para mim isso não prova nada e não me gera muita expectativa. Eu procurei por possibilidades reais, baseadas no que eu tenho vivido e na minha previsão de futuro e devo confessar que as expectativas não são nada boas. 

O fato é que eu nunca me apaixonei. Eu nunca Amei.

Apesar de eu não ter planos, nem querer, um futuro que envolva amor-casamento-filhos, me apaixonar é uma experiência que eu quero viver. Eu preciso! 

Só que como eu disse, as perspectivas não são nada animadoras. 

Eu sou muito frio.

É engraçado o fato de que apesar de eu sentir uma necessidade muito grande de me apegar a alguém, eu nunca me desesperei por isso. Quase sempre enxergo o fato de uma forma muito racional. É como se nem fosse eu mesmo. Por vezes me assustei com minha frieza. Esse é o risco de ser racional. 


Psicopatas são assim. Mas, pelo que sei, não sou um psicopata. Até que eu me identifico muito com o Dexter (da série Dexter). Mas eu me importo com outras pessoas, meus lassos de amizade são muito fortes e tem o amor pelos meus pais e minha família (nem todos). O que me falta mesmo é o amor romântico. 

Quando penso sobre isso minha mente vaga para a conclusão que o melhor seria deixar as coisas rolarem naturalmente. E é isso que eu tenho feito toda a minha vida. Deixar acontecer. Mas nada acontece! 

Além disso, deixar as coisas rolarem não condiz com o que eu penso e espero de mim com relação a tudo o mais. Resolvi que preciso fazer algo. 


Resolvi fazer uma lista de coisas para mudar e melhorar em mim mesmo e na minha vida pra que eu tenha uma base do que eu realmente vou fazer. Fiz algumas pesquisas que me renderam bastantes frutos (depois eu falo mais).

Basicamente minhas ideias se resumem a mudar as formas como eu ajo, como as pessoas me veem, conhecer mais pessoas. Para  isso vou trabalhar em várias vias e vou postando o progresso aqui no blog.

Não sei se vou me apaixonar, mas quero mudar minha vida muito mais por mim, por que preciso disso. Se vier uma amor, ótimo. Se não, ai... eu não sobrevivi até hoje? Aprendi a ser o mais feliz que posso sozinho...

5 Cochichos atrás da porta:

Danielle Santiago disse...

Descobri seu blog navegando livremente pela net e achei muito original, totalmente livre de preconceitos ou estereótipos! Parabéns Sam! Você escreve muito bem... continue com seus posts, são bem legais.

Sam Peregrine disse...

Obrigado Danielle!
É sempre bom saber que tem quem curte o que escrevo :)

O Rei do Drama disse...

eu nunca ouvi "eu te amo". :(

Sam Peregrine disse...

Rei do Drama,
Nem eu...

wallyssonn viera disse...

Parabéns Sam gostei muito do seu blog.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...